Registar | Iniciar sessão
Comportamento dos gatos 0 comentarios

Gatos que se lambem demasiado

Gatos que se lambem demasiado“Limpando-se constantemente, o gato é o animal mais limpo e mais desprovisto de vírus e merece ser acariciado”. Esta frase pronunciada por Louis Pasteur, o inventor da vacina contra a raiva, dá-nos uma ideia da higiene dos nossos animais de estimação.

Mas uma higiene excessiva e compulsiva pode ser sinal de outros problemas, como veremos no seguinte artigo.

E é que como todo o dono de gato sabe, estes são meticulosamente asseados. O seu comportamento higiénico permite ao animal manter o seu pêlo limpo, expulsando dele parasitas e objectos estranhos.

Este é um comportamento importante e frágil. Importante porque ocupa uma parte significativa do seu tempo de actividade (entre 10 a 30% do seu tempo é dedicado a lamber-se), e frágil porque pode ser afectado facilmente com as mudanças ambientais. Por isso geralmente uma mudança nas suas rotinas higiénicas é um sintoma precoce de doença.

O lamber dos gatos é quase uma rotina sistemática, indo desde a cabeça até à cauda. Ainda que abarca quase todas as partes do seu corpo, começarão sempre pela cabeça. As áreas que mais limpam são a zona ao redor da boca (sobretudo depois de cada refeição, especialmente se o alimento for húmido), o pescoço, o peite, os ombros e as costas.

Com o lamber, o gato também usa os seus dentes para remover parasitas. Os incisivos são utilizados principalmente para a limpeza dos espaços interdigitais e para desenrolar partes de pêlo com nós.

Para além de uma função higiénica, o lamber e acariciar também têm uma função relaxante. O acto de lamber-se desencadeia a produção de endorfinas endógenas, o que dá a esta rotina uma função ansiolítica (tranquilizante), o que explica por exemplo que os gatos se lambem em situações de conflito (como quando acabam de perder uma presa) ou frustrantes (por exemplo quando quer entrar num quarto e não lhe é permitido). Lamber-se faz com que recupere as suas emoções.

Mais além do que é normal, às vezes os nossos animais se lambem freneticamente simplesmente porque lhes doi algo, seja dor de uma inflamação (eczema, alergias, etc.) ou por problemas de mordidelas de pulgas. Com o seu lamber pouco usual tenta aliviar a irritação ou a dor. Nestes casos notaremos como o seu tempo de acariciamento é muito maior do que o normal.

Outro exemplo de lamber excessivo encontramos nos gatos afectados por cistite (inflamação da bexiga). Tratando de aliviar a dor, alguns gatos chegam a arrancar todos os pêlos do estômago. Se reparares num lamber pouco habitual, não demores a acudir um veterinário.

O facto do lamber despertar a produção de endorfinas, naturalmente alivia os nossos animais, mas também é acompanhado com uma libertação de dopamina, um neurotransmissor associado ao prazer. Alguns gatos não podem deixar de sentir estas boas sensações e poder chegar a adotar o chamado TOC ou transtorno obsessivo-compulsivo. O que é de resto: vão-se lamber obcessivamente durante o dia inteiro. Este tipo de contuctas é mais frequente em gatos siameses, abissínios, burmeses e himalaios, ainda que este último em menor escala.

Categorias: Comportamento, Higiene,
Compartilha-o:
Artigos relacionados
Comentários
Enviar
Registar | Iniciar sessão
Tudo sobre o mundo dos gatos.
Segue-nos no
GatosMania: Contato | Aviso legal
Email ou nome Palavra-passe Fechar ×
Ligar
Esqueci-me da minha palavra-passe
Regista-te no GatosMania.com Fechar ×
Nome/Utilizador:
Email:
Palavra-passe:
Sexo:
Data de nascimento:
  • O teu nome será o teu nome de utilizador e não será possível alterá-lo uma vez que tenhas escolhido um.
  • Ao registares-te nesta página, estás a aceitar os seus termos e condições de uso. Podes lê-los aqui.
Registar
Se o desejares, lembra-te que também podes iniciar sessão com a tua conta do Facebook.